terça-feira, 20 de setembro de 2011

Chevrolet Camaro ZL1 2012






Ele está de volta. A General Motors mostrará ao público no Salão de Chicado o Camaro ZL1 2012. Trata-se da versão mais poderosa do Camaro já fabricada. Além do visual mais agressivo, o Camaro ZL1 traz debaixo do capô um nervoso motor V8 6.2 de 550 cavalos.
Esportivo em sua essência, o Camaro ZL1 traz câmbio manual de seis marchas de dupla embreagem. Para realçar ainda mais o ronco do V8, o ZL1 conta com escapamento duplo que altera o timbre do motor conforme a rotação.

Para ajudar um pouco a domar toda a cavalaria, o ZL1 traz suspensão controlada eletronicamente, direção com assistência elétrica e os freios esportivos fornecidos pela Brembo com discos de 37 centímetros de diâmetro nas rodas dianteiras e de 36,6 cm nas traseira.
Em termos visuais, o Camaro ZL1 ganha novo capô feito de alumínio que conta com extrator de ar, o que contribui na aerodinâmica da carroceria. As rodas medem aro 20 feitas, exclusivas desta versão, são calçadas com penas Goodyear Supercar F2.

As vendas do Camaro ZL1 2012 começam apenas no ano que vem nos Estados Unidos. O preço ainda não foi divulgado pela marca.
A primeira edição do Camaro ZL1 foi lançada há 42 anos, ocasião em que foram feitas apenas 69 unidades e que hoje são raridades entre os colecionadores.

O Fim do Omega Suprema

Em 1996 foi decretado o fim da perua Suprema. O Brasil ficou sem um veículo familiar na categoria. Com a chegada do utilitário Blazer, as próprias concessionárias pediram o fim da perua com medo da tão temida “canibalização”, mesmo sendo veículos de categorias distintas.

Em 1997 o volante diminuía de tamanho e a qualidade do acabamento também. A versão mais barata, GLS (a GL não fez sucesso), perdia itens de conforto e conveniência em prol do corte nos custos.

A produção do Chevrolet Omega, marco tecnológico da indústria brasileira, foi encerrada no ano de 1998 no Brasil. Seu sucessor vem da Austrália: trata-se do Holden Comodore, mais caro e que deve ganhar uma nova geração ainda em 2007. Ainda assim, para muitos entusiastas, não houve um substituto a altura para o Omega nacional.



Fonte: Wikipedia
Data: 17/10/2007