sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

COMO CONSEGUIR O CÓDIGO DE FALHAS

Este sistema possui autodiagnose de defeitos, o que reduz o tempo de pesquisa de falhas. A indicação de falhas do sistema é feito pôr piscadas fornecidas pela lâmpada de advertência no painel de instrumentos.


Pelo informado abaixo, pode-se verificar se há problemas ou não:

Chave somente ligada.                 Lâmpada acesa.            Sem problemas.
Motor funcionando.                       Lâmpada apagada.       Sem problemas.
Motor funcionando.                       Lâmpada acesa.            Com falhas.

A lâmpada de advertência não é indicativa de todos os defeitos, algumas partes como sistema de ignição como cabos de velas e também bomba, filtro, regulador de pressão do sistema de combustivel não são detectados.
1 - A lâmpada de advertência funciona como luzes de advertência da pressão do óleo ou da bateria como pôr exemplo.
2 - Deve acender ao ligar a chave e deve apagar quando motor entrar em funcionamento.
3 - Se lâmpada permanecer acesa com o motor funcionando, existe falhas.

O Fim do Omega Suprema

Em 1996 foi decretado o fim da perua Suprema. O Brasil ficou sem um veículo familiar na categoria. Com a chegada do utilitário Blazer, as próprias concessionárias pediram o fim da perua com medo da tão temida “canibalização”, mesmo sendo veículos de categorias distintas.

Em 1997 o volante diminuía de tamanho e a qualidade do acabamento também. A versão mais barata, GLS (a GL não fez sucesso), perdia itens de conforto e conveniência em prol do corte nos custos.

A produção do Chevrolet Omega, marco tecnológico da indústria brasileira, foi encerrada no ano de 1998 no Brasil. Seu sucessor vem da Austrália: trata-se do Holden Comodore, mais caro e que deve ganhar uma nova geração ainda em 2007. Ainda assim, para muitos entusiastas, não houve um substituto a altura para o Omega nacional.



Fonte: Wikipedia
Data: 17/10/2007